domingo, 11 de julho de 2010

Marcas e Remarcas...


Toda menina sonha ser amada
Viver um romance, um sonho, um conto de fadas
Mas a vida ensina que príncipes não existem
Sapos não devem ser beijados
A varinha mágica só sobrevive na infância
Quando a adolescência chega
Não passa de uma viagem dentro de um casulo
A menina torna-se mulher
Processo dolorido e conturbado
Já se passaram os bons tempos...
Não há como esquecer aquele primeiro amor
Quando ao despertar a mente nos leva diretamente à ele
Durante o dia, nossos pensamentos estão algemados nele
E à noite adormecemos pensando nele...
Saiu do casulo, o livro de contos se fecha...
As marcas que se carregam são cicatrizes de dor e decepção
O abandono, a troca, o menosprezo, a solidão...
Ela foi marcada pela dor
E como se isso não bastasse
Sempre havia quem cutucasse sua cicatriz
Uma história fora escrita com lágrimas e mágoas
Quem seria doido de fazer um novo roteiro?
Só quem passou pela dor
Sente a dor do outro
E nessa cumplicidade um pequeno broto de esperança
Surge em um galho seco de árvore
 Quem disse que enfrentar o mar bravio é pra qualquer um?
Nadar contra a maré, cansa!
Mas quando se sonha se vive
E quem vive precisa aprender à lutar...
Ela lutou...
Atravessou o mar revolto
Em suas mãos há um livro cujas folhas estão em branco
Um novo roteiro será escrito
Um amor que jamais imaginou viver será vivido
A festa está pronta
O noivo no altar à espera
E ela entra por entre as flores e convidados
Pra dizer à todos presentes e no seu álbum de fotos
"Eu encontrei o amor"
Essa história não tem fim.
O amor deve ser cultivado todos os dias
Lapidados pela compreensão, respeito e perdão
Só se coloca um ponto final
Quando alguém dá seu último suspiro
Não pra libertar o outro da "algema"
Mas pra deixar na lembrança
A marca verdadeira
De um amor bem vivido, contruído
Alicerçado na esperança e na fé!


Dedico este poema à um casal de amigos que acabou de se casar. Reescrevem uma nova história de amor onde nem todos tinham fé e nem queriam acreditar... S&D ~> Deus abençoe a nova vida de vocês!

12 comentários:

  1. Sem fôlego...

    Como diz Gibran: "Quando o amor vos acena, segui-o, embora seus caminhos sejam ásperos e escarpados".

    Amei Cris.

    Paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Seu texto é muito tocante! Ler esse post em um dia como esse (que estou mega sensível) é saber que certamente lágrimas vão rolar... =)
    Mas isso pode ser bom. Aliás, pode ser ótimo.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo tinaaaaaaaaaa
    é Deus sempre tem um recomeço para todas as coisas né!

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito o poema. E nesse momento ele tem sido palavras de esperança para mim. Estou passando pelo mar revolto, tentando a cada dia atravessá-lo e quando essa atravessia acontecer estarei escrevendo uma nova história. Deus te abençõe tininha,esse poena edificou minha vida!
    by.: Stefania

    ResponderExcluir
  5. Muito bom prima,você escreve muito!!!
    Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Devlyn Pschera Gomiz13 de julho de 2010 13:09

    É amiga..... Não é fácil passar pela estrada das roseiras, aparentemente é tudo lindo, mas doi muito e no final as feridas se cicatrizam, demora mas sara e com tudo isso amadurecemos, aprendemos e crescemos para ajudar as pessoas que passam pela mesma estrada que passamos um dia.
    Amei... Bjkas Devlyn

    ResponderExcluir
  7. Pois é Tininha... este poema, tem um detalhe em sua essência, "O Amor Amado" que só pode ser sentido à dois, portanto, o amor é assim: sobrenatural no natural da gente.
    Muito bom!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Que lindo poema!
    Lindo seu blog, Tininha, estou te seguindo, se quiser fazer parceria e trocar banner comigo avise, um abraço fraterno.

    http://tende-animo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Saiu do casulo, o livro de contos se fecha...
    As marcas que se carregam são cicatrizes de dor e decepção
    O abandono, a troca, o menosprezo, a solidão...
    show,essa parte curti muito!

    ResponderExcluir
  10. O AMOR! Ah o amor!!

    Sentimento dos seres imperfeitos?
    Ou um sentimento determinado a levar os seres humanos à perfeição?
    Aqueles que se entregam ao amor são sábios? Ou são loucos?
    Falando parece simples, parece tolo e até natural se apaixonar, mas não basta sentir, tem que fazer bonito.
    Tem tantos amores por ai, amores sinceros, amores descomunais, profundos, cheios de entrega, doação, dádivas.
    Mas, esbarram no dia a dia, na falta de atenção, na falta de tempo...
    Não regamos nosso amor e o deixamos morrer....
    Mas o amor, o sentimento, ainda vale a pena!

    Mami...Muitos beijos

    ResponderExcluir
  11. Poeta que se autodenomina "aprendiz", mas que derrama lições de coerência e romantismo sobre como lidar com o amor. Parabéns pelo Poema "Marcas e Remarcas" pois deixa, nos seus versos, os traços distintivos para todos que buscam um harmonioso relacionamento a dois.

    ResponderExcluir
  12. Oi amiga, achei lindo!! Agradecemos a homenagem e o carinho. Voce é ótima!! xero em vc

    ResponderExcluir

Agradeço por desejar compartilhar seus pensamentos e opiniões sobre o que escrevi. Sinta-se em casa e lembre-se que o respeito faz toda a diferença ao manifestar seus comentários. ;-)